Grande Muralha de Pequim estabelece número máximo de visitantes diários

Por motivos de segurança, a partir do dia 1º de junho serão permitidos no máximo 65 mil visitantes por dia

A famosa seção da Grande Muralha de Pequim, Badaling, informou que a partir do dia 1º de junho receberá no máximo 65 mil visitantes por dia, de acordo com o Beijing Youth Daily. Localizada no distrito de Yanqing, a 60 km de Pequim, é a seção aberta mais antiga e o destino turístico mais popular na muralha, sendo que muitos chefes de Estado e de governo estrangeiros já a visitaram desde os anos 1950.

A seção também adotará um sistema de registro de nome real para as compras de ingresso a partir do próximo mês, com o objetivo de estimular a reserva online com antecedência. Os turistas podem reservar entradas sete dias antes por meio do site www.badaling.cn e sua conta no WeChat.

No ano passado, a Grande Muralha Badaling recebeu mais de 9,9 milhões de visitantes, e o número de turistas tem sido extremamente desigual entre a baixa e a alta temporada. O grande número de visitantes causou grande pressão sobre a segurança deles e das relíquias, por isso, segundo um funcionário que deu entrevista ao jornal, a necessidade da reserva com antecedência e esse número máximo diário.

Também em Pequim, o Museu do Palácio, ou Cidade Proibida, desde 2015 recebe um máximo de 80 mil pessoas por dia. Em abril deste ano, o Museu Nacional da China adotou a cota de 30 mil. Badaling instalou um sistema de alerta de três níveis. O amarelo será emitido quando o número de visitantes atingir 39 mil, o laranja, 52 mil, e o vermelho, 65 mil.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.