Governo chinês divulga plano para estimular consumo no país

Para explorar melhor o potencial do consumo residencial, o projeto busca maneiras de remover as barreiras que o dificultam

Um plano público para melhorar os mecanismos de promoção do consumo residencial entre 2018 e 2020 foi publicado pelo Gabinete Geral do Conselho de Estado da China. O documento esboça maneiras para remover as barreiras mais diretas e proeminentes relacionadas ao sistema e mecanismo que impedem o consumo residencial, para que que o seu potencial possa ser melhor explorado.

O projeto procura se harmonizar com a nova tendência de transformação e atualização do consumo e tem foco na formação de expectativas razoáveis de consumo e no fortalecimento do seu papel fundamental na promoção do crescimento econômico. A China pretende cultivar os segmentos de mercado em setores importantes, criar um ambiente saudável e elevar continuamente a capacidade de consumo do seu povo.

Até 2020 o governo deverá facilitar o acesso ao mercado no setor de consumo de serviços, melhorar o conjunto de políticas para promover a atualização da estrutura de consumo material, e determinar mais padrões para mercadorias e serviços em importantes áreas. O plano ainda diz que serão feitos esforços para criar um sistema de crédito melhor e para otimizar as medidas de apoio na promoção do consumo, incluindo ações sobre imposto de renda individual e reformas de distribuição de renda.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.