Fórum Mundial de Laureados começa em Xangai e reúne cientistas premiados

Evento conta com 68 ganhadores do Prêmio Nobel

O 4º Fórum Mundial de Laureados começou na segunda-feira em Xangai, reunindo mais de 130 cientistas premiados, incluindo 68 ganhadores do Prêmio Nobel.

Com foco no tema “Construir um Ecossistema Aberto de Inovação”, o fórum deste ano vai sediar quase 100 conferências e atividades em 14 seções, abrangendo uma série de disciplinas básicas como química, física, ciência da vida e matemática.

Na cerimônia de abertura, Michael Levitt, ganhador do Prêmio Nobel de Química em 2013 e vice-presidente da Associação Mundial de Laureados (WLA), publicou uma iniciativa com o mesmo nome do Fórum, defendendo a ciência aberta.

Os organizadores também anunciaram a criação do Prêmio WLA, que será lançado oficialmente em 2022, e cada um dos dois prêmios individuais será de 10 milhões de yuans (US$ 1,56 milhão).

Roger Kornberg, presidente da WLA e ganhador do Prêmio Nobel de Química de 2006, disse que o Prêmio WLA se concentrará no apoio à pesquisa básica original e incentivará os cientistas a participarem melhor e servirem ao bem-estar comum de toda a humanidade.

O fórum foi coorganizado pela WLA e pela Associação de Ciência e Tecnologia da China e tem como objetivo construir uma plataforma para diálogo de alto nível para a comunidade científica internacional.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.