Festival de artes de Macau revigora o poder dos tempos através de espetáculos artísticos

Evento foi inaugurado com uma produção que mistura teatro e dança contemporânea

Créditos: Cheong Kam Ka/Xinhua

O 32º Festival de Artes de Macau está apresentando uma série de produções sob uma variedade de formas de arte na Região Administrativa Especial de Macau (RAEM) da China.

Com o tema “Revigorar”, o evento, que foi inaugurado na última sexta-feira e terminará em 2 de junho, pretende dinamizar a potência dos tempos através das produções artísticas, com destaque para programas de Macau e da parte continental chinesa.

Organizado pelo Instituto Cultural da RAEM, o festival de artes deste ano foi inaugurado com o lançamento de “Homem Livre do Sul”, uma produção de teatro e dança contemporânea criada pelo coreógrafo chinês Willy Tsao.

Inspirado em 26 poemas conhecidos do poeta chinês Li Bai, da Dinastia Tang, o “Homem Livre do Sul” apresenta 14 dançarinos que levam o público a explorar o reino poético e mergulhar no belo mundo do poeta da montanha, água, flor e lua através da poesia, dança e música.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.