Explorador de sonda chinesa viaja 682,77 metros no lado oculto da Lua

A sonda Chang’e-4 está em modo dormente há mais de 800 dias terrestres

O módulo de pouso e o veículo explorador da sonda Chang’e-4 entraram em modo dormente durante a noite lunar depois de trabalharem de forma estável pelo 28º dia lunar, segundo o Centro de Exploração Lunar e Programa Espacial da Administração Espacial Nacional da China.

O módulo de pouso foi colocado no modo dormente às 2h de domingo (horário de Pequim) e o veículo explorador, Yutu-2 (Coelho de Jade-2), às 17h09 do sábado.

A sonda Chang’e-4, que também foi colocada em modo dormente por causa da falta de energia solar, está no lado oculto da Lua há mais de 800 dias terrestres, e o veículo explorador viajou 682,77 metros. Um dia e uma noite da Lua equivalem a cerca de 14 dias terrestres cada.

Por meio de uma análise de dados de detecção obtidos pela sonda Chang’e-4, os pesquisadores descobriram a composição mineral, a história da evolução topográfica e geológica do local de pouso, entre outras descobertas.

Estudiosos do Instituto de Pesquisa de Informações Aeroespaciais da Academia Chinesa de Ciências examinaram as características espectrais das rochas na área de inspeção do veículo explorador e concluíram que elas provavelmente se originaram da cratera de Finsen.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.