Expectativa de vida das mulheres cresce em Pequim

Segundo o jornal Beijing Youth Daily, houve um aumento de 12,37 anos nas mulheres da cidade nos últimos 40 anos

A expectativa de vida média das mulheres em Pequim, capital da China, subiu para 84,63 anos em 2018, o que representa um aumento de 12,37 anos em comparação com 40 anos atrás, segundo relata o jornal Beijing Youth Daily. Estatísticas da Comissão Municipal de Saúde de Pequim mostram que a taxa de mortalidade materna diminuiu 68% em 2018 em comparação a 1979, enquanto a taxa de mortalidade infantil caiu 88%.

Em 2018, as taxas de mortalidade infantil e de crianças menores de cinco anos da população cadastrada da cidade caíra, para 2,01 e 2,69 a cada mil nascimentos, respectivamente, atingindo o nível dos ditos países desenvolvidos.

Ao mesmo tempo, a prevenção e o tratamento de defeitos congênitos também alcançaram resultados notáveis no último ano. A taxa de defeitos relacionados ao tubo neural passou de 1,01 a cada mil nascimentos, em 2011, para 0,67 a cada mil nascimentos em 2018. A taxa de defeitos congênitos graves, por sua vez, caiu por oito anos consecutivos, o que resultou numa prevenção de mais de 70% dos defeitos congênitos.

Pequim tomou, em 2018, uma série de medidas para melhorar os serviços médicos e reduzir os riscos de defeitos congênitos, como o estabelecimento de centros de emergência, a oferta de serviços de exames médicos e a divulgação de conhecimentos sobre saúde em grande escala, pelo que afirmou o jornal.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.