Estudo da Universidade de Harvard evidencia conteúdo racista na educação estadunidense

Pesquisador analisou 220 livros didáticos de história publicados desde 1832 nos EUA

De acordo com a revista Time, um estudo do pesquisador da Universidade de Harvard Donald Yacovone demonstra que livros didáticos de história possuem a tradição de se concentrar nas experiências dos brancos e minimizar americanos negros nos Estados Unidos.

Na obra “Ensinando a Supremacia Branca: o Calvário Democrático da América e a Formação de Nossa Identidade Nacional” (Teaching White Supremacy: America’s Democratic Ordeal and the Forging of Our National Identity, em inglês), lançado em 27 de setembro, Yacovone analisou 220 livros didáticos de história de 1832 até os dias atuais.

Entre suas principais conclusões, ele descobriu que os livros didáticos se concentram principalmente na política nacional, área na qual os afro-americanos estavam sub-representados, por ser muitas vezes deixados de fora. “A compreensão da história está muito limitada,” disse Yacovone.

Reagindo à controvérsia recente sobre se a teoria crítica da raça é ensinada nas escolas, o autor do livro acrescentou: “A escravidão é real. A dominação racial é real. Mas eles estão fazendo o possível para negar isso, para afirmar a inocência da branquitude. E não vai funcionar.”

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.