Estudo conclui que substância semelhante à glicose é eficaz contra Covid-19

Composto deficiente em pacientes com diabetes pode inibir a entrada do vírus

Créditos: Xinhua/Ju Huanzong

Pesquisadores chineses descobriram que uma substância produzida durante o metabolismo semelhante à glicose e que está associada à diabetes no sangue humano possui atividade antiviral eficaz contra o SARS-CoV-2. As descobertas, lideradas por membros da Universidade Tsinghua, foram publicadas na revista Nature Metabolism, na terça-feira.

Estudos anteriores mostram que a gravidade e a mortalidade da Covid-19 estão ligadas a doenças pré-existentes, como diabetes, mas as causas subjacentes desse fenômeno ainda não foram bem estabelecidas.

Neste novo estudo, os pesquisadores examinaram mais de 200 substâncias de pequenas moléculas e descobriram que o 1,5-anidro-D-glucitol (1,5-AG), que é deficiente em pacientes com diabetes, pode inibir a entrada celular do SARS- CoV-2.

Eles descobriram que o nível de replicação do SARS-CoV-2 é maior na presença de soro de pacientes com diabetes do que de indivíduos saudáveis, mas isso pode ser neutralizado pela suplementação de 1,5-AG no soro de pacientes.

Em experimentos realizados com camundongos, os cientistas descobriram que os animais diabéticos submetidos à infecção pelo SARS-CoV-2 sofriam com cargas virais muito maiores e danos mais severos ao tecido respiratório quando comparados a não diabéticos.

A suplementação sustentada de 1,5-AG em camundongos diabéticos reduziu as cargas do SARS-CoV-2 e a gravidade da doença para níveis similares em camundongos não diabéticos.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.