Estudo acha nova forma usada por COVID-19 para entrar em células humanas

Descoberta pode explicar a alta taxa de infecção do vírus

Pesquisadores internacionais descobriram uma outra forma que o novo coronavírus utiliza para entrar nas células humanas. O achado pode explicar a alta taxa de infecção da COVID-19 em comparação com outros vírus semelhantes.

Os dois estudos comandados por pesquisadores da Universidade de Queensland, na Austrália, descobriram que a COVID-19 pode usar um receptor chamado neuropilina para entrar nas células humanas.

“Usamos a cristalografia de raios-X para ver a estrutura das proteínas em nível atômico e visualizar os pontos de ligação um nível espetacular de detalhes”, disse o co-pesquisador Prof. Brett Collins do Instituto de Biociência Molecular da universidade australiana.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.