Estátuas preciosas são descobertas no museu dos Guerreiros de Terracota

Obras encontradas representam imagens de oficiais de média e alta patente

Mais 25 estátuas de cerâmica foram descobertas em um poço do museu icônico que abriga Guerreiros de Terracota na Província de Shaanxi, noroeste da China, entre as quais estão as imagens de oficiais de média e alta patente, que são significativas para o estudo de matrizes militares.

De acordo com o Museu do Mausoléu do Imperador Qinshihuang, esses guerreiros de terracota com pintura colorida bem preservada foram desenterrados na seção central da parte norte do poço Nº 1. A maioria deles foi escavada atrás dos restos de carruagens, incluindo uma estátua de general e uma de oficial de média patente.

Para garantir a segurança das estátuas e do meio ambiente, os arqueólogos as transferiram para a sala de conservação e trataram do mofo no poço. Descoberto em 1974, o exército de Guerreiros de Terracota foi construído pelo imperador Qinshihuang da dinastia Qin (221 a.C.-207 a.C.), que unificou a China pela primeira vez.

O poço Nº 1, a maior cova escavada até agora, cobre uma área de mais de 14 mil metros quadrados. De acordo com o arranjo do exército, mais de 6 mil guerreiros e cavalos de terracota poderiam ser desenterrados após a escavação completa.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.