Especialistas em Medicina Tradicional Chinesa ajudam pacientes cambojanos

Equipe com dez profissionais atende mais de 50 pacientes por dia no país

Créditos: Li Xiaohong/Divulgação via Xinhua

Sok Cheav, uma cambojana de 68 anos, sofreu um derrame há vários anos e desde então ficou paralisada. Mas com a ajuda da Medicina Tradicional Chinesa (MTC), ela disse que recuperou parcialmente a mobilidade.

Cheav, que andava em uma cadeira de rodas com a ajuda de seu filho, disse que procurou a MTC depois de ouvir que uma equipe de especialistas no assunto havia chegado ao Camboja e oferecido tratamentos a pacientes no Hospital da Amizade Camboja-China Preah Kossamak.

“Anteriormente, eu não conseguia mover meu corpo e desmaiei quando me sentei sem ajuda”, disse a mãe de quatro filhos à agência Xinhua na quarta-feira, enquanto voltava aos especialistas em MTC para acompanhamento médico. “Agora, posso sentar sozinha, e minha mão se move, mas a esquerda ainda está paralisada”, disse ela. “Ser trata com MTC também melhorou meu sono”.

Xu Feng, chefe da equipe de pandemia de MTC anti-Covid-19 no Camboja, disse que a equipe de 10 profissionais realizará suas tarefas médicas no país por um ano, que começou em maio.

Ele disse que 50 a 60 pacientes são tratados diariamente na clínica de MTC do Hospital de Amizade Camboja-China Preah Kossamak. “Vamos promover a saúde do povo cambojano usando tecnologia clínica prática e eficaz da medicina tradicional chinesa, e esperamos apresentar a excelente cultura e tecnologia clínica de MTC ao povo cambojano”, disse ele.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.