Especialistas chineses propõem expansão do banco de dados global da COVID-19

Sugestão feita após discussões com a OMS aumentaria alcance da busca pelas origens do vírus em todo o mundo

Pesquisadores chineses que participaram do estudo sobre a origem do novo coronavírus com a Organização Mundial da Saúde (OMS) sugeriram expandir uma base de dados global da doença e o alcance de monitoramento de casos iniciais em todo o mundo.

Em uma coletiva de imprensa nesta quarta-feira, Liang Wanninan, líder da pesquisa do lado chinês, disse que, após sérias discussões com seus pares da OMS, os especialistas recomendaram expandir um banco de dados, que inclua informações e descobertas de monitoramento molecular, de sequência genômica, clínica, epidemiológica, zoonótica e ambiental relacionados à Covid-19.

Os cientistas também pediram esforços contínuos para monitorar possíveis casos iniciais da doença em diversos locais do mundo.

Eles sugeriram que pesquisadores realizem pesquisas mais diversificadas em diferentes países e regiões sobre hospedeiros de vírus animais e melhorem seus estudos sobre o papel das cadeias frias e produtos relevantes na transmissão do vírus.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.