Especialistas avaliam que hospitais temporários de Wuhan foram indispensáveis para controle de COVID-19

Mais de 12.000 pacientes foram admitidos e não houve nenhum registro de infecção hospitalar nos espaços

Durante o bloqueio de Wuhan, entre os dias 5 de fevereiro e 10 de março, 16 locais públicos foram convertidos em hospitais temporários para tratar pacientes com COVID-19. Especialistas acreditam que a ação desempenhou um papel indispensável no controle da doença.

Os primeiros 4.000 leitos hospitalares para o surto em Wuhan demoraram apenas 29 horas para ficarem prontos. “Os hospitais temporários são como barragens construídas antes que o vírus se espalhe ainda mais”, afirmou Ma Xin, vice-presidente do Hospital Huashan da Universidade Fudan, em Xangai.

“Os 16 hospitais temporários foram capazes de fornecer cerca de 15.000 leitos no total, o que superou o crescimento dos pacientes”, explicou Ma.

“Mais de 12.000 pacientes foram admitidos e nenhuma morte ou infecção hospitalar foi relatada nas instalações”, disse Song Shuli, porta-voz da Comissão Nacional de Saúde. “As autoridades centrais tomaram a decisão resoluta de criar hospitais temporários”.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.