Especialista destaca conquista chinesa em construir sociedade com prosperidade básica

Argentina Romina Sudack afirmou que país asiático é um exemplo a ser replicado

A especialista argentina Romina Sudack destacou o cumprimento da China de seu objetivo de construir uma sociedade com prosperidade mínima em todos os aspectos, e destacou que este marco tem um impacto positivo no nível doméstico, bem como no nível global.

“A China tem se focado em cumprir todos os seus planos e esse caminho tem sido feito sem desvios, o que torna o país asiático um exemplo a ser replicado, com suas nuances, pelos países em desenvolvimento. A China decidiu não deixar ninguém para trás e agora tem a maior escala de classes médias do mundo, isso é valioso”, disse Sudack em entrevista.

A acadêmica, integrante do Grupo de Estudos da China e Argentina (GEChinA) da Universidade Nacional de Rosário (UNR), considerou que “a plena melhora da economia doméstica da China se deve a vários fatores, entre eles o maior volume de acesso ao ensino”.

“Produz-se um círculo virtuoso, que passa pela inserção de mais pessoas no sistema educacional, a consequente melhoria da qualidade de vida, novas demandas dos consumidores, desenvolvimento do setor empresarial, obtenção de mais e melhores produtos e serviços, para o que agrega maiores possibilidades na saúde ou na habitação, o que tem um impacto positivo”, ela explicou.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.