Especialista chinês alega que COVID-19 provavelmente não desaparecerá no verão

“Coronavírus morre após 30 minutos a 56ºC, mas a temperatura não pode atingir esse nível no verão”, aponta pesquisador

Wang Guiqiang, especialista do Primeiro Hospital da Universidade de Pequim, informou nesta semana que é improvável que a COVID-19 desapareça no verão, pois a temperatura não está quente o suficiente para causar uma redução significativa nos casos.

“O novo coronavírus morre após 30 minutos a 56ºC, mas a temperatura não pode atingir esse nível no verão”, afirmou o pesquisador. “De acordo com a atual situação epidêmica global, mesmo no verão, a probabilidade de uma redução significativa nos casos de COVID-19 não é alta”, disse ele.

Wang contou que os especialistas não podem descartar a possibilidade de o coronavírus ser algo que o mundo vai lidar por um longo tempo. “Também pode haver outro surto no outono ou inverno em locais onde as pessoas se reúnem sem circulação de ar adequada”, apontou.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.