Escultura mais antiga da Ásia oriental é encontrada na China

Pardal esculpido em osso queimado tem 13.500 anos

Pesquisadores encontraram na China a escultura mais antiga do leste asiático. Trata-se de um pardal minúsculo, esculpido em osso queimado, com 13.500 anos de antiguidade, de acordo com uma publicação da revista científica PLOS ONE.

“A escultura não é uma representação totalmente realista de um pássaro. O artista era amplamente consciente de que a escultura é a arte do equilíbrio e da harmonia”, afirmou Francesco D’Errico, cientista do Centro Nacional de Pesquisas Científicas francês e coautor do estudo.

A obra foi encontrada em Lingjing, no norte da China, em meio a restos de animais carbonizados e fragmentos de cerâmica. A figura mede 19,2 mm de comprimento por 5,1 mm de largura por 12,5 mm de altura.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.