Escultura chinesa está entre as dez principais descobertas do ano

Miniatura de pássaro é feita de osso de mamífero

Foto: Reprodução/Divulgação

A revista Arqueologia, do Instituto Arqueológico da América, elegeu a escultura mais antiga da China como uma das dez maiores descobertas de 2020. A miniatura de pássaro de 13.500 anos foi encontrada na província de Honã.

A publicação cita o arqueólogo Francesco d’Errico, da Universidade de Bordeaux. Ele afirmou que a escultura é arte de qualidade. “A pessoa que fez a estatueta deve ser considerada um artista talentoso”, disse. 

Em junho, uma equipe de pesquisadores da China, Canadá, França, Israel e Noruega divulgaram um estudo sobre a obra sugerindo que essa é a escultura chinesa mais antiga de que se tem conhecimento.

A estátua feita de osso de um mamífero mede 19,2 mm de comprimento, 5,1 mm de largura e 12,5 mm de altura. De um lado é marrom escuro e, do outro, é bronze.

O pássaro tem corpo robusto, cabeça curta, bico redondo, cauda longa e, em vez de patas, a miniatura fica sobre uma base.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.