Epidemia impulsiona indústrias chinesas relacionadas à internet

78% dos internautas chineses fizeram compras online em março

Em meio à epidemia de COVID-19, a China registrou uma expansão nas indústrias relacionadas à internet e na economia digital. Segundo relatório divulgado pelo Centro de Informação da Rede de Internet da China, o número de compradores online em março chegou a 710 milhões, correspondendo por 78,6% do total de internautas, que é de 904 milhões.

As vendas varejistas online de mercadorias físicas em todo o país aumentaram 3% anualmente nos primeiros dois meses deste ano.

O número de usuários de educação online também aumentou. Como as escolas e universidades na China adiaram seus semestres de primavera no início deste ano em meio à epidemia, cerca de 265 milhões de estudantes passaram para a aprendizagem online, levando a um crescimento explosivo do ensino via internet.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.