Entretenimento na China se adapta às restrições causadas pelo coronavírus

País possui a maior indústria de transmissão ao vivo do mundo

Desde que a epidemia do coronavírus começou, milhões de chineses estão sendo orientados a permanecer em suas casas. A indústria de entretenimento reagiu rapidamente a essa nova demanda, criando formatos inusitados de reality shows e transmissões ao vivo.

O ‘I Am a Singer’, reality show de competição de canto, normalmente conta com uma platéia formada por 500 pessoas. No entanto, na última semana, jurados e competidores participaram do programa em suas próprias casas, por meio de videoconferências. O popular talk show Day Day Up adotou a mesma estratégia de chamadas de vídeo, e os convidados mantiveram a atração rodando em suas residências.

As transmissões ao vivo também estão fazendo sucesso. A China já conta com mais de 524 milhões de vloggers e diariamente surgem novos programas de streaming on-line. Desde o início de fevereiro, um programa de culinária chamado Eat Well é transmitido no Youtube, mostrando a cada dia uma pessoa diferente cozinhando sua refeição dentro de casa.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.