Empresas norte-americanas não têm planos de sair do mercado chinês

Apesar de tensões na relação EUA-China, pesquisa aponta que 87% das companhias não pretendem retirar produção do país asiático

Apesar de tensões nas relações EUA-China, as empresas norte-americanas não estão deixando o mercado chinês. É o que indica uma pesquisa anual divulgada pelo Conselho Empresarial EUA-China (USCBC) na terça-feira.

Entre mais de 100 empresas norte-americanas entrevistadas, quase 70% afirmaram estar otimistas com as perspectivas comerciais do mercado da China. Outro dado apontado pela pesquisa é que 91% das empresas indicam que suas operações na China são lucrativas, embora com uma margem menor do que nos anos anteriores.

Além disso, 87% das companhias não relataram planos de transferir a produção para fora do país asiático.

Pelo terceiro ano consecutivo, as empresas afirmaram que a relação EUA-China é o maior desafio para as empresas norte-americanas na China, com 86% relatando que as tensões comerciais tiveram um impacto sobre seus negócios.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.