Embaixada do Brasil mostra obras de Tarsila do Amaral pela primeira vez na China

Fachada da instituição foi coberta com reproduções de quadros com até nove metros de altura

Operários, de 1933

Em celebração ao aniversário de 100 anos da “Semana de Arte Moderna de 1922”, movimento que deu o pontapé para a institucionalização do modernismo nas artes brasileiras, a Embaixada do Brasil em Pequim traz para a China, pela primeira vez, reproduções de obras de Tarsila do Amaral, uma das maiores pintoras brasileiras do século XX.

A partir desta terça-feira, a fachada e os muros da Embaixada do Brasil na Avenida Guanghua Lu estão cobertos por banners de até nove metros de altura com onze obras da pintora, incluindo o “Abaporu”, quadro símbolo da busca por uma identidade nacional no campo das artes.

Abaporu,1929

“Tarsila do Amaral é tida por muitos como ‘a pintora do Brasil’. Expor reproduções de algumas de suas principais obras pela primeira vez na China é uma forma de celebrar os 100 anos da Semana de Arte Moderna de 1922 e também o aniversário de 200 anos da independência do Brasil”, disse o Embaixador Paulo Estivallet de Mesquita.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.