Doação chinesa de 11 toneladas de equipamentos médicos para o Brasil está emperrada no país asiático

Segundo artigo publicado na Folha de São Paulo, além de dificuldades logísticas, há “má vontade do Itamaraty por motivos ideológicos”

Uma reportagem publicada pelo jornal Folha de São Paulo revelou que uma doação chinesa de 11 toneladas de equipamentos médicos de combate ao coronavírus no Brasil está emperrada na China.

Segundo fontes ouvidas pelo periódico, além de obstáculos logísticos, haveria também “má vontade do Itamaraty por motivos ideológicos”. A matéria ainda afirma que o Ministério das Relações Exteriores deu a ordem de não priorizar doações da China.

A doação da empresa chinesa ByteDance, dona do aplicativo TikTok, é avaliada em US$1 milhão. Contém 90 ventiladores pulmonares, 450 mil máscaras cirúrgicas, 100 mil pares de luvas e 25 mil roupas de proteção

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.