Diretoras de agência dos EUA renunciam após indicado de Trump assumir como CEO

Nomeação ocorre após críticas do presidente norte-americano ao trabalho da Voice of America

As duas principais diretoras da agência de notícias Voice of America (VOA), Amanda Bennett e Sandra Sugawara, demitiram-se nesta segunda-feira. A mudança ocorre após o congresso do país aceitar a nomeação de Michael Pack para o cargo de CEO do grupo.

A Voice of America é a maior organização internacional de mídia estadunidense, com tradução para 47 idiomas. Apesar de ser financiada pelo governo dos Estados Unidos, tem o dever de permanecer editorialmente independente de qualquer agência federal.

Considerado um dos principais defensores ideológicos de Donald Trump, Michael Pack também é um aliado próximo de Stephen K. Bannon, conselheiro da Casa Branca e ex-estrategista de campanha do presidente.

Nas últimas semanas, o líder norte-americano criticou a VOA por sua cobertura noticiosa da China durante a epidemia de COVID-19. No dia que nomeou Pack para o cargo, Trump chegou a afirmar que a agência “era o oposto da Voz da América”.

Segundo um artigo publicado no New York Times, muitos jornalistas da Voice of America estão se questionando se o novo CEO manterá a independência editorial da Casa Branca e do governo.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.