Diplomata explica posição da China sobre situação na Ucrânia

Yang Jiechi se encontrou com o conselheiro de Segurança Nacional dos EUA, Jake Sullivan, em Roma

Créditos: Xinhua

Yang Jiechi, membro do Birô Político do Comitê Central do Partido Comunista da China (PCCh), explicou nesta segunda-feira a posição sobre a situação na Ucrânia durante uma reunião com o conselheiro de Segurança Nacional dos EUA, Jake Sullivan, em Roma.

Yang disse que o lado chinês lamenta que a situação na Ucrânia tenha chegado a esse ponto. A China sempre defende o respeito à soberania e integridade territorial de todos os países, e a obediência aos propósitos e princípios da Carta da ONU, assinalou ele, acrescentando que o país está comprometido em promover negociações de paz.

Ele pediu à comunidade internacional que apoie conjuntamente as negociações de paz Rússia-Ucrânia para que resultados substantivos possam ser alcançados e ajudem a aliviar a situação o mais rápido possível.

Todas as partes devem exercer a máxima contenção, proteger os civis e evitar uma crise humanitária em larga escala, ressaltou Yang, acrescentando que a China forneceu assistência humanitária de emergência à Ucrânia e continuará seus esforços para esse fim.

Yang também mencionou que é importante esclarecer o contexto histórico da questão da Ucrânia, chegar ao fundo da origem do problema e responder às preocupações legítimas de todas as partes.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.