Detalhes da futura estação espacial da China são divulgados

Projeto será concluído em 2022 e operará por mais de dez anos na órbita baixa da Terra

Após o bem-sucedido voo inaugural do foguete de grande porte Longa Marcha-5B e os testes da espaçonave tripulada de nova geração da China, foram revelados mais detalhes sobre a estação espacial do país.

Prevista para ser concluída em 2022, a estação espacial operará por mais de dez anos na órbita baixa da Terra, a uma altitude de 340 km a 450 km. Será palco de experimentos científicos, tecnológicos e de aplicação em larga escala.

Chamada Tiangong (Palácio Celestial), ela terá capacidade de acomodar três astronautas em circunstâncias normais e até seis durante a substituição da tripulação. Será na forma T, com o módulo núcleo no centro e uma cápsula de laboratório em cada lado.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.