“Dentre todas as vacinas testadas, chinesa é a mais segura”, afirma Dimas Covas

Apenas 35% dos voluntários brasileiros apresentaram reações adversas leves, como dor de cabeça

O diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, afirmou nesta semana que, dentre todas as vacinas contra o novo coronavírus em fase de testes, a chinesa é a que se mostrou mais segura.

Estudos feitos com a chamada Coronavac, desenvolvida pelo laboratório chinês Sinovac Biotech em parceria com o Butantan, vem comprovando resultados de segurança que já haviam sido registrados em testes de fases 1 e 2 na China.

Dos nove mil voluntários participantes, apenas 35% apresentaram reações adversas leves após a aplicação da vacina, como dor no local da aplicação ou dor de cabeça.

“Das demais vacinas, nenhuma foi inferior a 70%. Todas, com exceção da vacina do Butantan, tiveram efeitos colaterais de grau 3, os efeitos mais importantes quando se avalia uma vacina. A vacina do Butantan não teve efeito colateral de grau 3”, disse Dimas Covas.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.