Densidade de PM2,5 atinge baixa recorde

No mês de agosto, a densidade média do poluente foi de apenas 23 µg/m³, a menor desde que a medição é feita

O Departamento Municipal de Ambiente Ecológico de Pequim anunciou na última terça-feira (3) a densidade média de PM2,5, um poluente do ar, na cidade no mês de agosto foi de 23 µg/m³, tendo atingido o recorde de densidade média mais baixa desde que a medição é feita. Entre os meses de janeiro e agosto a cidade também atingiu uma densidade média baixa recorde de PM2,5 do mesmo período, de apenas 42 µg/m³, segundo o departamento.

A capital chinesa teve 227 dias de boa qualidade do ar em 2018, 51 dias a mais que em 2013, de acordo com Yu Jianhua, vice chefe do departamento. Ele ainda acrescentou que a densidade de outros poluentes do ar, incluindo dióxido de enxofre, também atingiu seu nível mais baixo. O consumo de carvão da cidade caiu 87% até o final de 2018 comparando com seu pico em 2005.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.