Curso do Centro Brasileiro de Relações Internacionais tem como foco a China

Realizado nos dias 2 e 3 de agosto, o curso abordou o papel da China no mundo, os 40 anos de sua reforma e as relações Brasil-China

O primeiro Curso de Inverno do Centro Brasileiro de Relações Internacionais (CEBRI) foi realizado recentemente no Rio de Janeiro, e teve a China como tema. Feito em parceria com o Conselho Empresarial Brasil-China (CEBC), ele contou com a presença do ministro-conselheiro da Embaixada da China no Brasil, Qu Yuhui, na sua abertura, onde ele destacou a necessidade de ampliar o conhecimento sobre a China no Brasil.

A abertura do curso ainda contou com a presença de Júlia Dias Leite (diretora executiva do CEBRI) e Anna Jaguaribe (conselheira do CEBRI e diretora do Instituto de Estudos Brasil-China – IBRACH). Durante sua fala, Jaguaribe destacou o caráter contínuo das políticas de reforma e abertura da China, que tiveram início em 1978 e completam 40 anos no mês de dezembro, afirmando que em seu processo de evolução ela focou muito na importância da tecnologia.

O módulo de abertura do curso falou sobre a sociedade e a cultura chinesas, os números do país, a batalha comercial entre China e Estados Unidos, hábitos culturais e de consumo dos chineses e o caráter contemporâneo do investimento chinês no mundo, e em especial no Brasil. Foram lembrados durante o primeiro dia de curso os vários aspectos que aproximam o Brasil da China, como o BRICS. No segundo dia de curso foram tratados temas ainda mais voltados para as relações Brasil-China, incluindo investimentos chineses feitos no Brasil.

O curso contou com a presença de palestrantes de diversas áreas e empresas que estão habituados a ter relações com a China em seus cotidianos profissionais. Já o público era formado especialmente por diplomatas, jornalistas e executivos, sendo que esses eram tanto da iniciativa privada quanto estatal do Brasil.


Fonte: Xinhua

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.