Cultivo conjunto de cogumelo e floresta na China é listado como patrimônio agrícola da FAO

Anúncio foi feito pela Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura

Xinhua/Zhu Xudong

A Província de Zhejiang, no leste da China, recebeu o reconhecimento do Sistema de Patrimônio Agrícola Globalmente Importante (SPAGI) para seu Sistema de Cocultura Florestal-Cogumelo de Qingyuan (SCFCQ), disseram as autoridades locais.

O anúncio foi feito em Roma, na Itália, pela Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO, na sigla em inglês) na quinta-feira (hora local), tornando o SCFCQ o único SPAGI do mundo que diz respeito principalmente a fungos comestíveis, de acordo com o departamento de assuntos agrícolas e rurais do distrito de Qingyuan, em Zhejiang.

O SCFCQ, localizado na região montanhosa sudoeste de Zhejiang, é um sistema agroflorestal na região montanhosa de alta altitude. Foca-se no manejo florestal sustentável e no desenvolvimento da indústria de cogumelos, bem como na utilização cíclica dos recursos.

O distrito de Qingyuan, rico em seus recursos florestais e espécies, é o berço das técnicas de cultivo de cogumelos tipo shitake. Por meio da conservação florestal, do cultivo de cogumelos e da produção agrícola, os moradores locais alcançaram a segurança alimentar e de subsistência, ao mesmo tempo em que criaram o sistema de técnicas para cocultura florestal e de cogumelo e alcançaram a convivência harmoniosa entre o homem e a natureza, de acordo com o departamento.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.