Cresce o número de viajantes chineses para a Itália

Com o início o ano da cultura e do turismo China-Itália, que trará diversas atividades interculturais em ambos os países, foram divulgados dados das viagens entre os países referentes aos últimos anos

O fluxo de viajantes chineses para a Itália estava aumentando, pelo que mostraram os dados revelados durante as celebrações de abertura do ano de cultura e turismo China-Itália nessa semana. De acordo com um relatório do Observatório Italiano do Turismo, a tendência provisória de chegadas de aeroportos da China nos primeiros 11 meses de 2019 cresceu 16% em relação ao ano anterior. 

Os números apresentados no relatório foram baseados em estimativas fornecidas pelo Conselho Nacional de Turismo da Itália (ENIT) e em dados do Instituto Nacional de Estatística (ISTAT), e segundo o observatório, os visitantes chineses no país registraram 5,3 milhões de pernoites em 2018, um aumento de 5,2% em relação ao ano anterior. Tal crescimento foi “consideravelmente superior ao crescimento (2,8%) gerado pela totalidade de turistas estrangeiros”.

Os gastos dos turistas chineses na Itália também cresceram consideravelmente, excedendo 650 milhões de euros (US$ 721 milhões), um aumento de 40,8% em relação ao ano anterior. Analisando outros dados fornecidos pelo Banco da Itália, o ENIT também estimou que os turistas chineses na Itália gastaram pelo menos 353 milhões de euros especificamente para férias culturais em 2018, o que representou mais da metade de sua despesa anual total no país.

Outro ponto interessante mostrado pelos dados está nas tendências entre os visitantes chineses mais jovens. Segundo as estimativas do ENIT, os visitantes chineses de 15 a 24 anos gastaram 9,1 milhões de euros com atividades de estudos na Itália em 2018, enquanto os de 25 a 34 anos gastaram 23,3 milhões de euros. Dessa forma, essas atividades foram responsáveis, respectivamente, por 44,5% e 12,3% dos seus gastos gerais no país. 

O ano de 2020, ano que marca o 50º aniversário dos laços diplomáticos China-Itália, foi considerado como o ano de cultura e turismo China-Itália, e estima-se que o período comemorativo ofereça uma ampla gama de atividades interculturais, eventos turísticos e intercâmbios entre os dois países. 

Uma cerimônia de abertura oficial foi realizada nessa semana no Auditório Parco della Música, um complexo multicultural, na capital italiana, com a presença do ministro do Patrimônio Cultural, Atividades e Turismo da Itália, Dario Franceschini, e do ministro da Cultura e Turismo da China, Luo Shugang. 

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.