Cresce a exportação de café brasileiro para a China

De janeiro a maio de 2019, o Brasil exportou 23% mais café do que no mesmo período de tempo em 2018

Durante os cinco primeiros meses de 2019 as exportações de café brasileiro para a China cresceram 23,1%, em relação ao mesmo período no ano anterior, de acordo com o Conselho dos Exportadores de Café (Cecafé) do Brasil. Foram exportadas para a China 88.179 sacas de café nesse período de janeiro a maio, pelo que afirmou o conselho.

O presidente do Cecafé, Nelson Carvalhães, falou em entrevista à Xinhua sobre a importância dos jovens consumidores asiáticos e o interesse do Brasil em aumentar as suas vendas do produto na China. “A abertura de cafés estimula os jovens a consumir o café de várias maneiras”, disse ele, se referindo ao rápido desenvolvimento das redes Luckin Coffee e Starbucks nas cidades chinesas.

Com essa oportunidade, Carvalhães disse que os setores públicos e privados do Brasil estão buscando desenvolver mercados na China. “Sem dúvida queremos crescer no mercado de nosso parceiro comercial”, disse o executivo, acrescentando que “o Brasil pode oferecer o volume e a qualidade capazes de satisfazer as demandas de diferentes mercados”.

O Brasil detém 38% do mercado global cafeeiro, com 300 mil produtores, o que faz do país sul-americano o principal produtor e o maior exportador de café do mundo. De 2018 até junho de 2019, durante o período de safra, o Brasil exportou 41,1 milhões de sacas de café, 35% a mais face ao ano anterior.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.