Consumo cultural se torna necessidade entre os chineses

Segundo estudo realizado com 15 mil chineses, mais de 70% participaram de atividades culturais durante o primeiro semestre de 2019

O consumo cultural se tornou uma necessidade para os chineses, pelo que mostra uma pesquisa realizada pela Academia de Turismo da China (CTA) e a Creatoo Company, de sede em Xangai. Dos 15 mil entrevistados em todo o país, mais de 70% disseram ter participado de atividades culturais no primeiro semestre do ano, e cerca de 40% deles se dizem frequentadores.

Mais de 80% dos entrevistados afirmam participar de atividades culturais durante viagens, e a maioria deles gastaram entre 10% e 30% da despesa turística em atividades do tipo. Em relação à variedade dessas atividades, a mais popular era visitas a museus ou relíquias culturais, feitas por 44,8% dos entrevistados, seguida por visitas a bibliotecas e museus de ciências.

Os residentes do norte e leste do país gastam mais nas experiências culturais, com a maior parte deles tendo gastado mais de 1.000 yuans (US$ 142) nessas atividades no primeiro semestre, diz o relatório. Mais de 51% acharam consumo cultural mais satisfatório do que o consumo com alimentação, roupas, alojamento e transporte, e mais de 38% consideram esse tipo de consumo como necessário na vida. Para 85% deles, o consumo cultural promove o crescimento das compras, refeições, alojamento e transportes.

Dai Bin, presidente da CTA, disse que consumo cultural será um novo motor de desenvolvimento do turismo na China, uma vez que há cada vez mais pessoas com preferência de experiências turísticas profundas.

Apesar disso tudo, ainda existe uma lacuna entre os entrevistados urbanos e rurais. Entre os urbanos, 87% participaram de atividades culturais, 8,7% a mais do que os rurais. Os residentes urbanos também gastaram mais, com 22,8% gastando mais de 1,000 yuans em experiências culturais no primeiro semestre, 15,9 pontos percentuais acima do dos residentes rurais.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.