Comércio de Xangai com UE chega a US$ 65 bilhões entre janeiro e julho

Número representou 19,7% do valor total do comércio da cidade durante o período

Porto de Yangshan, em Shanghai, leste da China, em 27 de abril de 2022. (Xinhua/Chen Jianli)

Créditos: Xinhua/Chen Jianli

As importações e exportações entre Xangai e seu maior parceiro de comércio exterior, a União Europeia (UE), atingiram 450,81 bilhões de yuans (US$ 65,8 bilhões) nos primeiros sete meses de 2022, marcando uma ligeira queda de 0,2% ano a ano.

O número representou 19,7% do valor total do comércio durante o período. Entre janeiro e julho, o volume de importação e exportação de Xangai atingiu 2,28 trilhões de yuans, um aumento anual de 3,03%, de acordo com a Alfândega.

As exportações da metrópole para a UE atingiram 162,19 bilhões de yuans, um aumento anual de 22,5%, enquanto suas importações da UE registraram 288,62 bilhões de yuans, uma queda de 9,6% em termos anuais.

Nos primeiros sete meses, as importações e exportações de Shanghai para a Alemanha foram de 140,01 bilhões de yuans, uma queda anual de 4,1%, e as para a França se situaram em 53,81 bilhões de yuans, uma queda anual de 12,1%. Durante o mesmo período, suas importações e exportações para a Itália chegaram a 60,82 bilhões de yuans, um aumento anual de 1,4%.

As importações e exportações de Xangai para a Holanda registraram 46,04 bilhões de yuans, uma alta anual de 13,4%, enquanto as para a Bélgica atingiram 28,08 bilhões de yuans, um aumento de 39,2% em termos anuais.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.