Com Brics, China apoia Brasil para Conselho de Segurança da ONU

Em reunião de cúpula realizada online, grupo defendeu reforma na Organização das Nações Unidas

Os países do grupo Brics (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul) apoiaram a candidatura do Brasil para membro rotativo do Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU), no mandato de 2022 e 2023. O apoio foi registrado na 12ª Reunião de Cúpula, realizada virtualmente nesta terça-feira.

O grupo também defendeu uma reforma na ONU para acolher mais nações no Conselho de Segurança. Atualmente, o órgão é composto por cinco membros permanentes (Estados Unidos, Rússia, China, França e Reino Unido) e mais dez membros rotativos, com mandatos de dois anos.

Em comunicado divulgado após a reunião, o Brics ainda defende a cooperação internacional para enfrentar a pandemia do novo coronavírus e a distribuição de uma vacina segura e eficaz, além de uma reforma na Organização Mundial do Comércio, de forma que evite o protecionismo de países ricos e fortaleça a cadeia de comércio global mais forte.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.