Com apoio chinês, parque solar ajuda Argentina a combater pobreza

Projeto na cidade de Cauchari beneficia 160 mil família atualmente

O parque solar de maior altitude do mundo, construído com financiamento e tecnologia chinesas, deu força à luta contra a pobreza na cidade de Cauchari, no extremo norte da Argentina.

Um dos maiores projetos do gênero na América do Sul, o parque está levando treinamento técnico aos moradores locais e obtendo lucros para melhorar o sistema educacional.

Construído com financiamento do Banco de Exportação e Importação da China e tecnologia da chinesa Construção de Energia Elétrica em Xangai (SEPC), o parque solar começou a abastecer o Sistema de Interconexão Argentino em setembro de 2020, beneficiando 160 mil famílias.

Com vida útil estimada em mais de duas décadas, o Parque Solar Cauchari deve gerar uma receita significativa para a província de Jujuy, com lucros líquidos avaliados em US$ 400 milhões, permitindo que as autoridades construam o sistema de educação pública, disse o governador Gerardo Morales.

Além disso, o governo regional planeja construir 2 mil quilômetros de novas estradas, reparar mais de 700 escolas, modernizar salas de aula com equipamentos de alta tecnologia e criar programas de treinamento de professores.

O desenvolvimento de novas fontes de energia e a proteção do meio ambiente estão entre os principais objetivos da cooperação Argentina-China. É estimado que o parque solar do Cauchari evite 975 mil toneladas de emissões de carbono anualmente.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.