Civilização Ecológica poderá influenciar a cooperação internacional, diz Izabella Teixeira

Ex-Ministra do Meio Ambiente analisou o tema da próxima COP 15

Créditos: Xinhua/Guo Cheng

A bióloga e ex-ministra do Meio Ambiente do Brasil entre os anos de 2010 e 2016, Izabella Teixeira, afirmou que o conceito de Civilização Ecológica tem o potencial de influenciar a cooperação internacional para um futuro melhor.

Pela primeira vez, a “civilização ecológica” será tema da 15ª Conferência de Biodiversidade da Nações Unidas (COP 15), que que ocorrerá neste ano na cidade de Kunming, na China. A decisão reflete a convicção do país asiático em promover a convivência harmoniosa entre os seres humanos e a natureza juntamente com a comunidade internacional.

Em entrevista concedida à agência de notícias Xinhua, Teixeira explicou: “Eu gosto muita da ideia de progressividade que vejo na Civilização Ecológica desde o primeiro momento que isso foi colocado e como isso se traduz em políticas públicas, compromissos nacionais e como isso precisa ser melhor visto pelo mundo em uma relação mais balanceada na transição que o mundo está impondo do ponto de visto político, econômico e moral”.

De acordo com  a ex-Ministra, “a Civilização Ecológica tem um grande potencial de influenciar por intermédio da cooperação Sul-Sul essa nova mentalidade que nós precisamos ter para uma relação de cooperação que não é somente norte-sul, é também leste-oeste. Ela precisa estar colocada numa dimensão de aproximar o mundo ocidental do mundo oriental”.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.