Cirurgiões chineses usam impressão 3D para operação em crânio de bebê

Tecnologia reduziu significativamente os riscos da cirurgia

A tecnologia de impressão 3D foi utilizada na China para reduzir significativamente os riscos relacionados a uma cirurgia de reconstrução do crânio em um bebê.

O procedimento foi realizado na Província de Hunan, no centro do país, no início de setembro. O paciente, de um ano e sete meses, sofria de craniossinostose, doença que resulta em deformações visíveis e disfunções cerebrais.

Os médicos criaram uma reconstrução do crânio do bebê por meio de tomografia computadorizada de alta precisão. Com a réplica impressa em 3D, a equipe de cirurgia pôde realizar uma simulação da operação e determinar um plano cirúrgico seguro e eficaz.

“A cirurgia foi muito bem-sucedida. O desenvolvimento do cérebro da criança não será prejudicado no futuro”, disse Fan Tianyu, membro da equipe cirúrgica.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.