Cientistas espaciais chineses usam o calor da água para carregar celular

A ferramenta pode fornecer de 20 a 30 minutos de energia com 300 a 500 ml de água fervente

Simulação. Foto: Academia Chinesa de Tecnologia de Veículos de Lançamento.

Um fabricante chinês de foguetes desenvolveu um tipo de garrafa de água equipada com um chip termoelétrico que converte o calor do líquido em eletricidade para carregar dispositivos. Os chips são feitos de materiais que podem transformar uma diferença de temperatura em eletricidade.

À medida que os celulares ficaram mais potentes e com telas maiores, eles passaram a exigir mais energia. No entanto, as pessoas têm dificuldade de carregar seus telefones em algumas situações, como quando viajam de trens ou acampam nas montanhas, disse o pesquisador Ma Wei, da Academia Chinesa de Tecnologia de Veículos de Lançamento.

“Nossa solução para este problema é um dispositivo termoelétrico baseado em uma garrafa de água, uma fonte de calor para gerar eletricidade”, disse Ma, acrescentando que a invenção não exige uma fonte elétrica.

O equipamento termoelétrico é embutido na tampa da garrafa, que possui uma porta de carregamento USB. Ao conectar o cabo de recarga, o celular passa a ser carregado.

“A garrafa pode fornecer de 20 a 30 minutos de eletricidade depois que colocamos 300 a 500 ml de água fervente”, disse Sheng Jiang, da equipe de pesquisa. A ferramenta também pode abastecer notebooks, câmeras e outros eletrodomésticos de baixo consumo.

Agora, os pesquisadores buscam uma cooperação com empresas para comercializar o produto, que deverá custar de 150 (cerca de US$ 23) a 200 yuans.

O chip termoelétrico pode deixar a garrafa 200g mais pesada do que um item do mesmo tamanho no mercado, mas Sheng disse que ainda seria fácil de transportar porque os cientistas usaram um material de isolamento térmico leve, criado para naves espaciais. Além disso, o pesquisador disse que a ferramenta produz baixa tensão e não possui risco de curto-circuito.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.