Cientistas desenvolvem minicaranguejo robótico movido a laser

Criação poderá ser usada em cirurgias minimamente invasivas ou como sensores móveis

Créditos: Xinhua/Wei Mengjia

Cientistas chineses e norte-americanos desenvolveram um pequeno robô, semelhante a um caranguejo, capaz de caminhar em diferentes direções a velocidades variadas.

Um estudo publicado nesta quinta-feira na revista Science Robotics detalhou os microrrobôs, que medem menos de um milímetro e possuem lasers, para manipular diretamente seus movimentos. Projetados para produção em massa eles têm potencial para serem usados como sensores móveis em espaços limitados ou cirurgias minimamente invasivas no futuro, segundo os pesquisadores.

Han Mengdi, da Universidade de Pequim, em parceria com colaboradores da Northwestern University em Illinois exploraram a encurvadura mecânica controlada para converter padrões 2D multicamadas em estruturas 3D.

Os pesquisadores constataram que o aquecimento seletivo em uma parte específica do robô pode induzir uma locomoção direcional, graças à sua mudança assíncrona de forma durante a varredura a laser.

Quando um laser brilha sobre os robôs, suas articulações se expandem devido ao calor. Quando o laser deixa de brilhar, suas articulações se contraem à medida que esfriam. Isto provoca um movimento de deslocamento semelhante ao de um caranguejo, com sua velocidade e direção dependendo da frequência e ângulo da luz.

O estudo também demonstrou que os robôs podem retornar às suas formas 2D originais e ser remodelados para atender a diferentes propósitos. Com diferentes geometrias 3D e padrões de escaneamento a laser, eles podem dobrar, girar, pular e ziguezaguear.

 

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.