Cientistas descobrem pegadas de dinossauros na região do Tibete

O sítio com as marcas dos animais são atração turística na cidade de Qamdo

Cerca de noventa e nove pegadas de dinossauros saurópodes foram encontradas por uma equipe de pesquisadores da China, Estados Unidos e Alemanha na região do Tibete, na China. A descoberta foi publicada na revista científica Historical Biology.

Acredita-se que as marcas de 22 a 99,3 centímetros de largura foram deixadas por saurópodes pequenos, médios e grandes do período Jurássico Médio, entre 176 e 161 milhões de anos atrás. Os cientistas calculam que os animais mediam 5, 10 e 22 metros de comprimento, respectivamente.

As pegadas encontradas na cidade de Qamdo enriqueceram os registros de dinossauros locais, de acordo com Xing Lida, líder da equipe e professor da Universidade de Geociências da China.

Ele afirmou que o sítio com os vestígios é uma atração turística e faz parte de uma lenda folclórica, pois os moradores da região acreditam que as marcas foram deixadas pelo guerreiro mitológico Rei César. “Esta crença ajuda a manter as pegadas intactas”, disse Xing.

De 2017 a 2019, grupos de pesquisa da Academia de Ciências da China e da Universidade de Geociências da China exploraram a área e encontraram diversos conjuntos de pegadas, o que permitiu coletar dados detalhados, explicou.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.