Cientistas da China e dos EUA criam banco de dados de duplicatas genéticas de plantas

Os pesquisadores rastrearam 141 genomas sequenciados de plantas para explicar as consequências da duplicação de genes

Um banco de dados de duplicatas genéticas de plantas foi criado por pesquisadores chineses e americanos, e suas informações foram disponibilizadas para todos os usuários da Internet. As plantas são capazes de duplicarem os seus genes, e a alta frequência de duplicação faz com que a variação genética ocorra de forma contínua, ajudando as plantas a se adaptarem ao ambiente externo em mutação e promove a diversidade das espécies.

Para oferecer uma plataforma que dê acesso aos pares de genes duplicados em diferentes plantas, os cientistas rastrearam 141 genomas sequenciados de plantas. O objetivo era o de apresentar uma explicação clara para as consequências da duplicação dos genes e genomas, o que, por sua vez, permitiu a criação do Banco de Dados de Genes Duplicados de Plantas.

O banco de dados traz informações genéticas de espécies alimentícias, como soja, arroz, trigo e milho, assim como culturas de jardim, incluindo peras, pêssegos, uvas, legumes e flores.

A equipe espera que o banco de dados sirva de base para aprofundar a investigação da dinâmica evolutiva das duplicatas genéticas, de acordo com a versão do estudo que foi publicado pela revista Genome Biology. Os pesquisadores ainda desenvolveram um método de bioinformática para identificar diferentes formas de duplicação genética nas plantas.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.