Cientistas conseguem identificar líquido encontrado em vaso chinês milenar

Recipiente havia sido descoberto em uma tumba há quatro meses, mas fluido marrom ainda era desconhecido

Em maio deste ano, arqueólogos chineses encontraram dentro de uma tumba de Honã um vaso de mais de dois mil anos com um líquido desconhecido dentro. “O vaso de bronze com cabeça de cisne é um achado muito raro. É a primeira vez que encontramos um artigo desse tipo nesta área”, afirmou na época o pesquisador Yan Fei.

Após meses de investigação, os cientistas descobriram o que era o líquido marrom: álcool. Trata-se de um licor medicinal, utilizado durante a Dinastia Han para estancar sangramentos e reduzir inflamações.

“Continuamos com a análise de isótopos de carbono e nitrogênio e outros testes no líquido, para aprender mais sobre suas matérias-primas, processo de fabricação e funções”, explicou Yang Yimin, professor da Universidade da Academia de Ciências de China.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.