Cientistas chineses registram estrutura molecular de hormônio relacionado à osteoporose

Essa é a primeira vez que eles conseguem uma visão tão clara da molécula, o que permitirá que eles desenvolvam terapias para a doença

Cientistas chineses conseguiram ver claramente a estrutura molecular de um hormônio relacionado à osteoporose pela primeira vez, segundo o jornal chinês China Daily. Com isso, eles conseguirão obter mais dados e conhecimento para desenvolver potenciais terapias para a doença.

O estudo, que foi publicado na revista norte-americana Science, foi realizado pelo Instituto de Matéria Médica de Xangai em colaboração com pesquisadores da Escola de Ciências Médicas Básicas da Universidade de Zhejiang e da Escola de Medicina da Universidade de Pittsburgh, nos EUA.

A visão da estrutura, cuja resolução é quase atômica, permitiu que os cientistas vissem a posição exata do hormônio e como ele se liga ao receptor, além das reações derivadas, pelo que disse Zhao Lihua, uma das principais pesquisadoras da equipe do Instituto de Matéria Médica de Xangai.

Ela afirmou que o trabalho vai permitir que os pesquisadores projetem compostos de pequena molécula que se encaixem nessa exata posição, o que pode ajudá-los a desenvolver medicamentos de via oral, uma vez que atualmente esse tipo de medicamento é injetável.

O instituto já começou a registrar visualmente esses compostos de pequena molécula. Segundo Wang Mingwei, pesquisador do instituto, as doenças relacionadas ao receptor dessa pesquisa afetam dezenas de milhões de famílias na China.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.