Cientistas chineses identificam evolução do vírus da gripe aviária H5N1

Pesquisa foi conduzida pelo Instituto de Pesquisa Veterinária de Harbin

Créditos: Xinhua/Zheng Huansong

Uma equipe de pesquisa chinesa identificou sistematicamente a origem, evolução e propagação do vírus H5N1, que causou surtos de gripe aviária em todo o mundo.

A pesquisa, conduzida pelo Instituto de Pesquisa Veterinária de Harbin, subordinado à Academia Chinesa de Ciências Agrícolas, foi publicada recentemente na revista Emerging Microbes & Infections.

O estudo descobriu que o atual vírus em circulação H5N1 surgiu na Holanda em outubro de 2020 como uma recombinação do vírus da gripe aviária H5N8 com subtipos como H1N1 e H3N8.

O vírus H5N1 é responsável pela perda de mais de 70 milhões de aves na Europa, África, Ásia e América do Norte desde outubro de 2020, disse Chen Hualan, líder da equipe de pesquisa do instituto.

Os pesquisadores realizaram uma análise filogenética detalhada de 233 cepas representativas do H5N1 que foram isoladas em 28 países, descobrindo que o vírus encontrou trocas genéticas complicadas com diferentes vírus circulantes em aves selvagens e formou 16 genótipos desde o seu surgimento.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.