Cientistas chineses detectam contraparte de alta energia em rajada rápida de rádio

Fenômeno teve origem em uma estrela de nêutrons na Via Láctea

Ren Hui/Xinhua

Cientistas chineses detectaram uma erupção de raios X associada a uma rajada rápida de rádio (FRB, em inglês) e confirmaram sua origem desde um magnetar (estrela de nêutrons) na Via Láctea, de acordo com o Instituto de Física de Alta Energia (IHEP, em inglês) da Academia Chinesa de Ciências.

A descoberta foi feita no sábado com o uso do Telescópio de Monitoramento de Contraparte Eletromagnética de Alta Energia de Onda Gravitacional em Todo o Céu (GECAM, em inglês).

Xiong Shaolin, investigador principal do GECAM e pesquisador do IHEP, observou que esta é a segunda vez na história que os humanos conseguem detectar uma contraparte de alta energia de uma FRB.

“Esta descoberta fornece dados extremamente valiosos para uma compreensão mais profunda do mecanismo de radiação das FRBs e do mecanismo de erupção dos magnetares”, disse Xiong.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.