Cientistas chineses descobrem proteínas associadas ao câncer de pulmão

Entre as 21 proteínas identificadas, 11 delas ajudavam a inibir o crescimento do câncer, enquanto outras 10 estimulavam-no

Uma equipe de cientistas do Instituto de Zoologia da Academia Chinesa de Ciências identificou 21 proteínas importantes que podem coibir ou estimular o crescimento de células do câncer de pulmão, de acordo com um estudo publicado pelo periódico Cancer Letters. Essa descoberta pode ser revolucionária pois o câncer pulmonar afeta 730 mil novas pessoas por ano na China, sendo que apenas 18% vivem mais que cinco anos após o diagnóstico.

Os pesquisadores usaram técnicas de exame pangenômico para testar 1.530 fatores de transcrição, que são importantes proteínas ligadas às sequencias do DNA que controlam a expressão do gene e decifram informações no genoma humano. Com isso, eles descobriram que existem 11 fatores que são supressores de tumor, enquanto outros 10 fatores podem ser responsáveis por causar a doença.

Estudos posteriores mostraram que os pacientes com câncer de pulmão cuja principal causa é o fumo possuem altos níveis de IRX5, um dos fatores de transcrição que podem contribuir para a doença. Experimentos em ratos conseguiram neutralizar o crescimento das células ao inibir o IRX5.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.