Cientistas chineses descobrem novos genes ligados ao Alzheimer

Descoberta facilita o entendimento de mecanismos genéticos e celulares causadores da doença

Uma equipe da Universidade Médica de Tianjin (TMU) descobriu dois novos genes que podem estar envolvidos na doença de Alzheimer. Os pesquisadores estudaram quais genes eram ativados e desativados no hipocampo, parte do cérebro relacionada à memória. O estudo foi publicado na revista PLOS Genetics.

Para entender quais genes contribuem para a progressão da doença, os cientistas identificaram as moléculas expressas em níveis superiores ou inferiores no hipocampo de pessoas com Alzheimer.

Dos 24 genes identificados, o PTPN9 e PCDHA4 eram desconhecidos. Além disso, vários estão envolvidos em processos biológicos relacionados à doença, como formação de placas e morte celular.

A equipe concluiu que a expressão do PTPN9 e do PCDHA4 está relacionada ao tamanho do hipocampo e ao diagnóstico de Alzheimer. A descoberta melhora a compreensão dos mecanismos genéticos e celulares que causam a doença.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.