Cidades chinesas têm melhor qualidade de ar no primeiro semestre

Segundo Ministério da Ecologia e Meio Ambiente, 337 cidades apresentaram boa qualidade do ar em mais de 80% dos dias

O Ministério da Ecologia e Meio Ambiente (MEE, na sigla em inglês) da China informou que a qualidade do ar nas cidades chinesas continuou a melhorar no primeiro semestre de 2019, à medida que os esforços do governo foram aumentados para fortalecer a proteção ambiental. Os dados da pasta mostraram que 337 cidades monitoradas de boa qualidade do ar em 80,1% dos dias, o que representa um aumento de 0,4% em relação ao mesmo período em 2018.

A densidade média de PM 2,5, um importante indicador de poluição atmosférica, diminuiu 2,4% em relação ao ano anterior, para 40 µg/m³, enquanto a densidade média de PM 10 e dióxido de enxofre caíram 4,2% e 14,3%, respectivamente.

Durante o período, Haikou, Lhasa e Shenzhen continuaram a ocupar os primeiros três lugares na lista de qualidade do ar entre 168 cidades monitoradas, enquanto cidades das províncias de Hebei, Shanxi e Henan ficaram atrás. A melhora da qualidade do ar ocorre num momento em que a China intensifica os seus esforços para combater a poluição e a degradação ambiental.

O ministério disse que uma nova rodada de inspeções ambientais será lançada em breve, com inspetores que serão enviados para seis regiões de nível provincial, assim como para duas empresas estatais administradas pelo governo.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.