Chineses vencem leilão da ponte Salvador-Itaparica sem ter concorrência

O consórcio, formado por três empresas chinesas, investirá um total de R$ 6 bilhões na construção da ponte e sua gestão pelos próximos 30 anos

Um consórcio de estatais chinesas venceu o leilão da ponte Salvador-Ilha de Itaparica sem ter nenhuma concorrência. O leilão para a ponte, que será a segunda maior da América Latina, com 12,3 km de extensão, aconteceu no mês de dezembro na Bolsa de Valores (B3), em São Paulo e os chineses foram os únicos a apresentar uma proposta no leilão.

As três empresas chinesas que formam o consórcio são a China Railway 20 Bureau Group Corporation (CR20); a CCCC South America Regional Company S.Á.R.L (CCCC SOUTH AMERICA); e a China Communications Construction Company Limited (CCCCLTD). O investimento feito na ponte Salvador-Itaparica pelo consórcio foi de R$ 6 bilhões, enquanto o governo que o governo da Bahia aplicará será de R$ 1,5 bilhão.  Com a vitória no leilão, o consórcio será responsável pela gestão e a administração da ponte por 30 anos.

Agora que já foi definido quem fará a obra da ponte, eles deverão elaborar o projeto, que deve ser entregue em um ano, enquanto a obra propriamente dita deverá ser começada em até quatro anos. Durante a sua fase de construção, a ponte deverá gerar sete mil empregos diretos.

De acordo com o Governo da Bahia, a construção da ponte encurtará o tempo de deslocamento num espaço de cerca de 100 km, beneficiando de imediato 250 municípios e 10 milhões de pessoas.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.