Chineses criam pesticida com liberação controlada por recepção de luz

A tecnologia deverá reduzir o desperdício do material, o que por sua vez, minimizará a poluição ambiental causada por ele

Imagem fornecida pela Academia Chinesa de Ciências

Cientistas chineses do Instituto de Ciências Físicas de Hefei da Academia Chinesa de Ciências desenvolveram um pesticida com liberação controlada por meio da resposta à luz. O objetivo do grupo de pesquisadores é reduzir o desperdício do material e aumentar a eficiência da sua utilização, uma vez que com os pesticidas tradicionais é difícil obter-se a dosagem exata e que a sua taxa de utilização é de apenas 20% a 30%. A pesquisa foi publicada pelo jornal ACS Sustainable Chemistry & Engineering.

O desenvolvimento de novas formulações de pesticidas que aumentam a eficiência de utilização tornou-se foco de pesquisa agrícola e ambiental, uma vez que eles, e o seu desperdício, são uma causa grave de poluição ambiental.

Os pesquisadores partículas de pesticidas com liberação controlada através da combinação de materiais incluindo biocarvão e paligorsquite. Dessa forma, as partículas podem controlar a liberação de pesticidas através de luz infravermelha próxima e do efeito térmico gerado. Além do potencial econômico da tecnologia, ela tem amplas perspectivas de aplicação.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.